Artigos

Quiropraxia - Tratando da Artrose

É possível tratar dores no joelho com Quiropraxia? Ela não cuida só da coluna? 
 
Sim é possível tratar do joelho através da Quiropraxia. Quem pensa que a quiropraxia atua somente na coluna está enganado. Ela pode ajudar com diversos distúrbios músculos-esqueléticos, como por exemplo a artrose.
 

Como cuidar de nossa coluna ao longo da vida

Ao longo de sua evolução, o ser humano fez vários progressos. Uma destas mudanças foi em relação a sua postura corporal, passamos a andar em duas pernas e liberamos nossos membros superiores para a utilização de ferramentas. Assim, a postura vai se adaptando a cada exigência da rotina, sendo inclusive relacionada às fases de nossa vida.

Como prevenir a artrose

A artrose é a doença reumática mais comum na terceira idade, ela também é chamada de osteoartrite ou doença degenerativa, nela ocorre um processo de desgaste primeiramente da cartilagem, um tecido maleável que tem como função amortecer e proteger o contato entre os dois ossos na articulação durante o seu movimento, e posteriormente o desgaste do próprio osso em questão dando assim o sintoma de dor e ficando cada vez mais intenso durante este o agravamento do processo.

Os principais locais para a degeneração são: articulação do joelho e do fêmur com o quadril. Quando a doença se desenvolve nestes locais, por serem articulações exigidas muitas vezes durante o dia e sofrerem muito impacto, o processo de artrose e mais doloroso e impactante nos pacientes. 

Já na coluna cervical e lombar quando se tem uma degeneração às vértebras sofrem uma instabilidade articular e pelo fato da nossa coluna proteger a medula espinhal, a continuação do nosso cérebro, o corpo tenta estabilizar estas vértebras formando osteofitos, os famosos bicos de papagaio, com esta estabilidade extra faz com que a dor seja menos impactante do que na região do joelho e quadril. Temos também a artrose nos dedos da mão, onde os estudos dizem ser devido a um fator mais genético.

Os problemas como a artrose diminuem muito a qualidade de vida do idoso e a deixa limitante.

Existem três fatores principais para prevenir a artrose:

- Dieta balanceada: uma das desordens que está diretamente ligada à artrose é a obesidade, com a sobrecarga se tem um desgaste muito maior da articulação devido a maior absorção de impacto.

- Exercício físico: o maior sinal de saúde para as articulações é o movimento, com o exercício físico melhora e preserva o macro movimento das articulações e melhora a saúde em geral, como a maior produção de liquido sinovial, este liquido lubrifica a articulação para uma melhor congruência, melhora da circulação e condição respiratória. O exercício pode ser desde uma caminhada continua de 20 a 30 minutos até uma academia frequentada regularmente tomando cuidado com exercícios de grande impacto.

- Quiropraxia: a quiropraxia trataria das subluxações melhorando assim os micro movimentos da coluna vertebral e das articulações de membros superiores e inferiores, melhorando a mobilidade da articulação e prevenindo desgastes por falta de movimento.

Envelhecer com saúde

É evidente que a população mundial está vivendo mais.  No Brasil, pesquisas apontam que em 2025, 14% da população total seja de pessoas acima de 65 anos, e mantendo-se a tendência demográfica atual, o Brasil terá uma das maiores populações idosas do mundo.

O processo de envelhecimento  é natural, inicia-se assim que o indivíduo nasce, e o estilo de vida escolhido, resultará em maior ou menor qualidade de vida.

Alimentar-se bem,  exercitar-se, trabalhar em algo que goste, bom convívio familiar,  e algumas horas de lazer semanais, contribuem e muito para seu Bem Estar.

Dados os processos fisiológicos de envelhecimento, como mudanças no paladar, dificuldades áudio-visuais, há uma mudança no modo como o idoso se relaciona com o mundo, e quem convive com idosos não deve deixar de perceber tais mudanças.

E com tantos recursos disponíveis,  ressalta-se os benefícios da Quiropraxia que ira ajudar na qualidade de vida do idoso alem de melhorar a mobilidade das articulação da coluna vertebral traz um bem estar e todos os benefícios que ocorrem após o ajuste articular como aumentar o limiar de dor e promover o relaxamento muscular próximo a articulação ajustada.

5 maneiras de se controlar a Hipertensão

A hipertensão mais conhecida como pressão alta e uma doença, inicialmente sem sinais ou sintomas, que não tem cura. Ela e diagnosticada por um paciente que tem a pressão acima de 14/90mmHg alem disso o paciente deve conter esta pressão elevada por um período de tempo. Esta doença por ser silenciosa pode causar problemas desde a um infarto até um derrame cerebral. Entretanto existem hábitos que podemos adotar em nossas vidas que reduz a chance de ter hipertensão blindando seu organismo contra a doença. Sendo elas:

  1. Exercício físico – o exercício físico trás um bem estar geral para o organismo tanto na área cardiovascular como pulmonar. E sempre bom lembrar que no inicio das atividades de exercício se deve comunicar um profissional adequado para uma sequencia de exercícios de acordo com a sua necessidade.
  2. Alimentação – diminuir a quantidade de sal utilizado na alimentação, o excesso de sal na alimentação eleva a quantidade de liquido em retenção no corpo isto causa o aumento da pressão arterial, com uma alimentação regulada reduz o peso excessivo e ajuda a conter a hipertensão.
  3. Não consumir o tabaco: a utilização do tabaco e outras toxinas que contem o cigarro eleva a pressão arterial imediatamente e o consumo prolongado prejudica a saúde ao longo prazo. Parar de fumar e fundamental para o combate de hipertensão.
  4. Combater o stress: o stress e uma resposta do organismo para uma sobrecarga física ou emocional aumentando a quantidade do hormônio adrenalina no sangue, isso eleva a pressão arterial, neste caso e fundamental utilizar um tempo durante sua rotina para exercícios de relaxamento.
  5. Monitoramento da doença: Quando se tem a doença e necessário medir a pressão arterial uma vez por semana e consultar o medico uma vez a cada 6 meses para um controle preciso da doença.